Champagne Das Cinco

setembro 29, 2009

HÓSPEDE X ANFITRIÃO

Filed under: etiqueta — champagnedascinco @ 7:23 PM
Tags: , , ,

Tenho que ser sincera aqui. Já me hospedei em várias casas de amigos espalhados pelo Brasil, tenho a sorte de conhecer pessoas de quase todos os lugares do país e isso sempre é muito bom porque é bem melhor conhecer um lugar sem passeios turísticos furadas de agências de viagem. hehe

Quando li a matéria sobre hóspedes, dei muita risada, primeiro porque acho que não sou tão boa hospede assim hehe, depois porque tudo que está colocado pela Prof. Nize é importante para o convívio entre pessoas que não são da mesma família e amigos muito íntimos.

Anotem. Por Tati Carvaho

HÓSPEDES

  • Antecedência e convites – Se o convite for para uma estada curta, uma semana de antecedência é tempo suficiente para que tanto você quanto seu hóspede se organizem. Se você está planejando passar todo o de verão com seus amigos, convém fazer plano antes para poderem discutir melhor os detalhes.
  • A quem convidar – Só convide pessoas que você tenha muito prazer em receber e tenha absoluta certeza de elas podem se dar bem. Não é obrigatório que todos se conheçam, mas é importante que os convidados tenham pelo menos um interesse em comum.
  • Preparo da casa – Jamais ofereça a sua casa se ela não estiver em condições de receber visitas. Casa em reforma, sem móveis, faz com que os hóspedes se sinta incomodado e fora de contexto. Além disso, você se sentirá na obrigação de justificar a todo o momento a precariedade das instalações.

DEVERES DO ANFITRIÃO

  • Combine o esquema – Todos os detalhes devem ser muito bem esclarecidos. Isso inclui divisão de despesas, quem leva o quê, acomodações, horários e tudo mais que possa interferir no bom funcionamento da casa. Determinar a data da chegada e da saída também é uma atribuição do anfitrião no momento em que é feito o convite.
  • Evite surpresas desagradáveis – Jamais parta do princípio de que seu hóspede está pronto para enfrentar qualquer aventura. Prepare-o para o que ele vai encontrar nos dias em que estiverem juntos. Avise sobre o doberman assassino de seu sítio ou que vocês não jantam antes das 11 horas da noite ou ainda, que vai dormir com seus sete sobrinhos. Assim, ele não poderá reclamar de nada, afinal, foi avisado com antecedência, certo? Se for o caso pode até pedir que ele leve toalhas e roupas de cama. Sempre é melhor prevenir e o mais importante é o conforto de quem você está acolhendo em sua casa.
  • Dia da chegada – Assim que seu hóspede chegar, ofereça café, sucos em geral e deixe-o à vontade para tomar um banho, descansar e se adaptar ao novo ambiente. É sempre bom deixar o quarto preparado antes da sua chegada. Certifique-se de que o guarda-roupa tenha cabides suficientes e deixe algumas revistas atualizadas à mão. Flores no quarto não é obrigatório, mas é uma gentileza indiscutível. O banheiro deve estar totalmente equipado, com papel higiênico, sabonetes novos e pelo menos um jogo de toalhas limpas. Pode ter certeza de que esses pequenos cuidados vão fazer o seu hóspede sentir que era aguardado. E essa é uma sensação tão importante na vida!
  • Rotina da casa – Explique a seu convidado a rotina de funcionamento da casa, horários das refeições, enfim, se a família tiver algum hábito específico, é bom que seja conhecido. Só não esqueça que, em férias, uma certa flexibilidade nos horários é sempre bem-vinda. Não seja radical nem aja como se estivesse no quartel ou dirigindo um internato. 
  • Café da manhã – O horário do café da manhã é o único que não deve ser estabelecido. Afinal de contas, uma das melhores coisas das férias é não ter hora para acordar. Não prive os amigos desse prazer. Essa refeição deve ser a mais variada. Informe-se sobre as preferências das visitas e procure atendê-los.
  • Chave da casa – Nada de ficar combinado lugares estratégicos para esconder a chave. O vão da porta da casinha do jardineiro ou o terceiro tijolo à esquerda da escadinha do coreto. É muito difícil lembrar esses detalhes às 3 horas da manhã com alguns drinks na cabeça. Providencie uma cópia, além de se sentir mais à vontade, ele não correrá o risco de dormir fora de casa.
  • Diversão – E se chover três dias seguidos, o que fazer para distrair os hóspedes? Calma! Não é preciso contratar um mágico ou organizar queima de fogos para que eles não fiquem entediados. Basta ter sempre à mão um baralho, jogos, revistas atualizadas, vídeos e alguns bons livros. Por outro lado, atenção, não é por que você está super bem equipada em matéria de lazer doméstico que vai ficar atazanando seus amigos para fazer alguma coisa. O ideal é combinar qual será a programação do dia (se houver alguma específica) e deixar todos à vontade para aderir ou não.
  • Problemas domésticos – O que fazer se faltar água na cidade, se a empregada pedir demissão ou se surgir algum imprevisto que você não possa controlar? É dever do anfitrião tentar solucionar o problema sem grande alarde. Ao deixar o  hóspede participar dos problemas domésticos, você corre o risco dele sentir que  é um problema. É uma sensação ruim.
  • Agrade seu hóspede – De vez em quando, traga da rua um pão de queijo quentinho, promova uma pequena reunião para apresentá-lo aos seus amigos, deixe-o só, enfim, faça com que ele se sinta à vontade. E, principalmente, deixe claro como você está contente em recebê-lo. Essa é a melhor sensação que um hóspede pode ter.
  • A casa também é sua – Você deve se preocupar com o bem-estar dos seus convidados, mas nada de ficar tomando conta deles o tempo todo como se fosse uma babá alemã. Relaxe e aproveite a companhia dos seus amigos, afinal, eles não estão em sua casa só por causa do cardápio variado, certo?

QUANDO VOCÊ É O HÓSPEDE

Uma situação delicada é quando só você está em férias, porque a rotina dos seus anfitriões deve continuar com o mínimo possível de alterações. Certamente eles vão se sentir na obrigação de dar a você uma atenção especial e é seu dever agir com naturalidade e procurar não dar trabalho demais. Veja a seguir algumas dicas.

  • Faça sua programação e mostre que é uma hóspede independente. E, se um dia estiver sem programa, deixe bem claro que ficará em casa para descansar e não porque não tem companhia.
  • Quando sair com eles à noite, não sugira uma boate sabendo que vocês chegarão às 3 horas da manhã, se eles trabalham no dia seguinte. Prefira um jantar em um restaurante tranqüilo, programado para terminar cedo.
  • Se o grau de intimidade permitir, prepare você mesma um jantar para surpreender seus anfitriões quando chegarem do trabalho, e deixe tudo em ordem depois.
  • Colabore na manutenção da casa, guarde copos, tire a mesa, enfim, não fique como uma princesa esperando ser servida.
  • Se os seus anfitriões tiverem filhos, todo cuidado é pouco. Só tire as crianças da rotina se for para ensinar algo construtivo e inofensivo, como um tipo diferente de maquiagem ou uma nova estratégia no video-game. Nada de inventar festinha- surpresas ou jogar futebol na sala de visitas.
  • Nunca, mas nunca mesmo, tranque a porta do seu quarto. Se não quer ter a intimidade invadida, é melhor procurar um hotel.
  • Não atenda ao telefone quando eles não estiverem em casa. É pouco provável que seja para você. E deixe-os à vontade quando eles estiverem atendendo.

ESTADA

A primeira coisa que o hóspede deve é deixar claro até quando vai ficar. Só prolongue a sua permanência se o seu anfitrião insistir noite e dia para você ficar. Se não for assim, vá embora na data estipulada. Nada melhor para um hóspede do que deixar saudade. A seguir, alguns detalhes importantes.

  • Gratificações – É muito importante dar gorjeta aos empregados da casa em que você ficou hospedada. Portanto, gratifique sempre bem. O correto é pagar pelo menos um terço do valor que você pagaria a uma diarista por cada dia de hospedagem.
  • Telefone – Evite usar o telefone o tempo todo, só use em último caso. Se você ficar pendurado no aparelho vai dar a impressão de que não está conseguindo relaxar e isso vai deixar seus anfitriões com a sensação de que estão falhando em alguma coisa. E sempre que for telefonar, faça a ligação a cobrar.
  • Presentes e lembranças – Nunca chegue de mãos vazias. Não precisa quebrar a cabeça com coisas complicadas, o que vale é o gesto. Poder ser um presente para os filhos do casal, algum quitute diferente ou até um docinho típico da região.

QUEM LEVA O QUÊ?

  • Excesso – Nem pense em levar muita bagagem. Além de ter de administrar tanta coisa, você ainda corre o risco de deixar seu anfitrião arrasado por não ter espaço para armazenar toda a sua bagagem. Leve apenas o necessário para o seu conforto, deixando em casa os supérfluos. Tudo bem que você é uma mulher prevenida, mas, não precisa levar um vestido de festa para um fim de semana na fazenda, concorda?
  • Evite, evite, evite – Jamais peça emprestado, xampu, hidratante, lâmina de barbear…é imperdoável. Se esquecer essas coisas, vá comprar imediatamente, de preferência sem que o anfitrião perceba.
  • Nunca é demais – Elogie sempre, e muito. A casa, a comida, a vista, os filhos, tudo. Com certeza esse é o maior prazer que um hóspede pode proporcionar a seu anfitrião.

POUPE O ANFITRIÃO

Se receber bem é um dom, não incomodar é uma arte, Quer ver?

  • Não confunda agitação com alegria. Hóspedes sempre agitados, provocam uma tensão permanente na casa. Nada de tentar criar um clima festivo o tempo todo.
  • Não invada a intimidade de seus anfitriões, mantenha-se na área social da casa, evitando os quartos e as salas íntimas. Armários e gavetas, nem é preciso comentar, certo? Eles devem ser invisíveis para você.
  • Palpites e críticas na decoração são totalmente dispensáveis, não meta o nariz onde não é chamada.
  • Procure não ficar grudada 24 horas por dia nos donos da casa. Vá passear sozinha ou fique uma manhã em seu quarto para que tenham tempo de respirar.
  • Café da manhã de camisola é uma intimidade da qual ninguém é obrigado a compartilhar. Fique à vontade, mas na medida certa.
  • Em hipótese alguma deixe objetos de uso pessoal espalhados pela casa. Pensando bem, não deixe nada espalhado, tirou do lugar, guarde.
  • Muito importante, não fique doente de jeito nenhum. Disfarce a gripe, vá comprar remédios sozinha, suma de vista quando estiver mal. Claro que doença não é culpa de ninguém, mas só peça socorro ao seu anfitrião na hora de ser internada no hospital, e se não der para ir sozinha.

GENTILEZAS

Há muitas maneiras de agradar e pequenos gestos de atenção são sempre bem-vindos.

  • Vá à padaria mais próxima e traga um pão para o lanche.
  • Compre os jornais na cidade antes que os demais acordem.
  • Convide seu anfitrião para jantar fora à noite
  • Alivie os anfitriões das crianças (suas e deles).
  • Deixe que seu anfitrião tenha tempo de se organizar e usufruir também as férias.

O hóspede ideal – O hóspede ideal chega e parte pontualmente sempre com presentes e novidades. Carrega apenas uma pequena malinha, está sempre pronto para ajudar, participar, é disputado pelas crianças, contorna qualquer problema sorrindo, some de vez em quando e deixa muita saudade.

O hóspede inconveniente – Ele chega de madrugada, traz toneladas de bagagem (apesar de esquecer o mais importante), não move uma palha e está sempre de cara feia.

viagem

Enfim, hóspede é como uísque, só se conhece no dia seguinte. O bom deixa você alegre e relaxada, e o ruim, com uma dor de cabeça que dura dias.

Por Nize de Freitas

Anúncios

8 Comentários »

  1. Adoreiiii , ameiiiiii!! Hospede eh como uisque vc so conhece no dia seguinte….Incrivel parabens!!Cris SANTA MARCELINA

    Comentário por Cristianny Santorine — setembro 29, 2009 @ 10:31 PM | Responder

  2. Realmente é como whisky!!! ehehehe
    Boas dicas!!!

    Comentário por Gustavo Grilo — setembro 30, 2009 @ 12:29 PM | Responder

  3. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    quero te contar que vc é um bom whisky!!!!
    e eu atendo o tel da sua casa meeeeeermo!!!! e deixo a casa um brinco para o “rei” chegar!!!!! lov u xuxu

    Comentário por nana — setembro 30, 2009 @ 1:06 PM | Responder

  4. Muito bom!! Excelentes dicas!! O hospede inconveniente deve sempreee procurar um hotel para se hospedar!! Beijo!Heloiza

    Comentário por Heloiza Cavalcanti — outubro 4, 2009 @ 2:02 PM | Responder

  5. ler todo o blog, muito bom

    Comentário por Jennifer-Tool — outubro 23, 2009 @ 1:20 PM | Responder

  6. Ijust love this post!!! Congratulations babies!! Rosy Cohrs

    Comentário por Rosy Cohrs — outubro 26, 2009 @ 9:20 PM | Responder

  7. Adorei as dicas, mas tenho uma dúvida quanto ao presente que o hóspede pode / deve dar ao anfitrião. Meu marido e eu vamos passar uma semana hospedados na casa de amigos brasileiros em outro país, o que restringe o que podemos levar. Vinhos e etc eles costumam comprar no freeshop; comidinhas brasileiras seriam barradas na alfândega; e a cidade praiana onde eles moram é bem rústica, não tem muitas opções bacanas de presentes pra comprar lá. Socorro!

    Comentário por Lucia — dezembro 20, 2009 @ 4:13 PM | Responder

    • Lucia, quando houver dificuldade, escolha presentes que sempre agradam como chocolate, flores… São faceis de achar e todo mundo adora! Beijos Tati

      Comentário por champagnedascinco — dezembro 21, 2009 @ 12:49 AM | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: